quinta-feira, 30 de maio de 2013

Dever de escrever certo

O facebook realmente é uma fonte inesgotável: com a amiga Sheila Borges encontrei:
Independente da ordem dada, um erro que tenho visto muito quando alguém escreveu DEVERAM quando o correto seria escrever DEVERÃO.

Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica nesta segunda

Da Ascom-Uenf
PAINÉIS - ENCONTRO IC, MOSTRA DE PÓS 011 (2)-net  O V Congresso Fluminense de Iniciação Científica e Tecnológica (CONFICT), maior evento científico da região, começa suas atividades na próxima segunda-feira, 03/06, e segue até quinta, 06/06. O Congresso, que será realizado no Centro de Convenções da UENF, este ano tem como tema “A Ciência pela Água”. O objetivo do CONFICT — que reúne, além da UENF, o IFF e a UFF — é discutir os avanços relacionados às questões de saúde pública, contaminação, escassez da água, enchentes e desastres naturais.
A palestra de abertura será proferida pelo professor Marco Tadeu Grassi, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), às 17h30 de segunda-feira, 03/06. Ainda na programação, haverá outras palestras, mesas-redondas, debates, eventos culturais e 11 minicursos, entre eles: “Maquetes geográficas para gestão de bacias hidrográficas” e “Elaboração de Planos Diretores de Recursos Hídricos.” No total, serão apresentados 580 trabalhos de pesquisa desenvolvidos pelos alunos das três instituições, em forma de banners e apresentações orais.  Os trabalhos serão analisados por comitês internos e externos.
Veja a relação de trabalhos que foram escolhidos para as apresentações orais e para a exposição de banners.
O Congresso abrange o 18º Encontro de Iniciação Científica da UENF, o 10º Circuito de Iniciação Científica do IF Fluminense e a 6ª Jornada de Iniciação Científica da UFF.
Veja a programação completa e outras informações sobre o V CONFICT no site do evento

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Gafe

Sempre combato aqui a prática de contratar artistas não capacitados para exercer o ofício de Mestre de Cerimônias. Penso que para tal ofício, a pessoa tem que estar preparada.
Por outro lado, é indubitável a capacidade do misto de empresário e artista Roberto Justus, com toda a sua  experiência inclusive como apresentador televisivo. Sóbrio, contido, educado e com boa postura, é bem possível que tenha desempenhado com excelência a missão de ser um dos Mestres de Cerimônias no aniversário da apresentadora Xuxa.
Mas mesmo do alto de sua elegante postura, aconteceu um erro que qualquer um de nós pode cometer: 

Roberto Justus foi escolhido com um dos mestres de cerimônia da festa de 50 anos de Xuxa, nesta terça-feira (28) no Hotel Unique, em São Paulo. Elegante como sempre, Justus estava mandando muito bem na apresentação dos convidados até que trocou os nomes de uma dupla sertaneja. Ao invés de anunciar a presença no evento de Munhoz e Mariano, ele disse: "Munhoz e Marciano".
A gargalhada foi geral entre os convidados pela confusão de Roberto Justus. Os dois cantores ficaram sem graça, mas o apresentador não perdeu a pose, pediu desculpas e seguiu o roteiro dos nomes na lista de convidados.
http://celebridades.uol.com.br/noticias/redacao/2013/05/28/roberto-justus-comete-gafe-e-chama-dupla-munhoz-e-marciano.htm

terça-feira, 28 de maio de 2013

Saudade

Eu com um saudosismo inexplicável nesta tarde:
video
E não podia ser de uma só forma. Então aí vai a outra versão:
video
Alguns, sem algumas características, não vão entender ou talvez gostar, mas coloco também a letra original e a tradução da música de Atahualpa Yupanqui:




Los Hermanos                                                     Os irmãos

Yo tengo tantos Hermanos                                  Eu tenho tantos irmãos
Que no los puedo contar                                    Que nem posso contar
En el vale en la montaña                                     No vale nas montanhas
En la pampa y en el mar                                      No pampas, e no mar
Cada cual con sus trabajos                                Cada qual com seu trabalho
Con sus sueños cada cual                                 Com seus sonhos de qual
Con la esperanza adelante                                 Com a esperança pela frente
Con los recuerdos de trás                                  Com lembranças atrás
Yo tengo tantos Hermanos                                 Eu tenho tantos irmãos
Que no los puedo contar                                    Que nem posso contar

Gente de mano caliente                                      Gente de mãos quentes
Por eso de la amistad                                         Por isso, a amizade
Con um lloro para llorarlo                                  Com lágrimas para chorar
Con un rezo para rezar                                       Com uma oração para rezar
Con un horizonte aberto                                    Com um horizonte aberto
Que siempre esta más allá                                  Que sempre está mais além
Y esa fuerza pa buscarlo                                     E este força pra buscá-lo
Con tezón y voluntad                                          Com volúpia e vontade
Cuando parece más cerca                                  Quando parece que está mais perto
Es cuando se aleja más                                      É quando ele se move mais
Yo tengo tantos Hermanos                                Eu tenho tantos irmãos
Que no los puedo contar                                   Que nem posso contar

Y asi seguimos andando                                    E assim seguimos andando
Curtidos de soledad                                           Curtidos de solidão
Nos perdemos por el mundo                             Nós nos perdemos pelo mundo
Nos volvemos a encontrar                                 Voltamos a nos encontrar
Y asi nos reconocemos                                      E assim nos reconhecemos
Por el lejano mirar                                               Pelo distante olhar
Por las coplas que mordemos                           Como as mentiras que contamos
Semillas de imensidad                                        Sementes de imensidão
E asi seguimos andando                                    E assim seguimos andando
Curtidos de soledad                                            Curtidos de solidão
Y en nosotros nuestros muertos                        E em nós os nossos mortos
Pa que nadie quede atrás                                   Para que ninguém fique para trás
Yo tengo tantos hermanos                                                Eu tenho tantos irmãos
Que no los puedo contar                                   Que nem posso contar
Y una hermana muy hermosa                             E uma irmã muito formosa
Que se llama libertad                                           Que se chama liberdade

Link:http://www.vagalume.com.br/elis-regina/los-hermanos-traducao.html#ixzz2UcMrutdr
 

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Como?

Esta me foi presenteada pela Miriam:
Uma matéria falava sobre um corpo achado na praia e descrevia como sendo um homem que tinha 50 anos e foi identificado como Jose Hugo de 49 anos...
Como assim? Tinha 50 ou 49 anos?
Ou será que ele tinha 49 no dia que foi morto e fez aniversário no dia seguinte, quando foi encontrado?
Além disso há um outro erro:
..."morava na praia a pouco tempo." está errado.
O certo é morava havia pouco tempo.
Mas este erro eu também sempre cometia.

Congresso próximo

O V Congresso Fluminense de Iniciação Científica e Tecnológica - CONFIT - está chegando.
O evento acontecerá no período de 03 a 06 próximo e a cerimônia de abertura será às 17 horas no Anfiteatro do Centro de Convenções da UENF.
Estão envolvidos estudantes e projetos da própria Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense - IFF  e da Universidade Federal Fluminense - UFF.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

O mundo

Um vídeo bem legal:
video
Para pensarmos sobre algumas de nossas atitudes.

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Ensinando errado

Esta eu peguei emprestada do Portal do Cerimonial, do Prof. Marcelo Pinheiro:
Blog e Romário ensinam, errado
O Blog do Juca, do jornalista esportivo Juca Kfouri, divulgou nota intitulada “Romário ensina”, cumprimentando o Deputado Federal por ter sido o único a se virar para a Bandeira Nacional, em solenidade realizada nesta segunda (22), em Brasília, dando como certa a postura durante a execução do Hino Nacional.
Na verdade, tanto Romário, quanto Juca, ensinaram, e errado, uma vez que a legislação não prevê este tipo de postura em relação aos Símbolos.
Em nota enviada ao Blog do Juca, o professor Marcelo Pinheiro, Diretor do Portal do Cerimonial, destaca que “[...]Não há na legislação brasileira, mormente, na destinada ao uso e culto aos Símbolos Nacionais – Lei nº 5.700, de 1º de setembro de 1971 –  nenhuma referência à postura durante a execução do Hino Nacional, senão a de “[...] atitude de respeito, de pé e em silêncio, o civis do sexo masculino com a cabeça descoberta e os militares em continência, segundo os regulamentos das respectivas corporações [...]”, conforme recomenda o Artigo 30 da legislação em epígrafe
 fonte: http://cerimonialista.com/blog-e-romario-ensinam-errado-sobre-postura-em-hino-nacional.html?fb_comment_id=fbc_591764990841392_25482767_591766464174578#f172c22b
Conforme já postamos aqui em outras oportunidades, ninguém tem que se virar para a bandeira no momento da execução do hino nacional. Não há nada de "bom tom" como já me disseram e não é uma posição de respeito.
Na foto vemos que somente o deputado Romário cometeu o equívoco. Os outros integrantes da mesa não se deixaram influenciar e permaneceram como deveriam ficar.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Deu "bandeira" no banco

Mais uma vez trazemos uma postagem sobre bandeiras, para nosso espaço.
Desta vez foi num banco no centro da cidade de Campos dos Goytacazes, quando, ao passarmos, nos deparamos com o seguinte quadro:
Não me contive: entrei no banco e pedi para falar com a pessoa responsável pela colocação das bandeiras.
Me atendeu sr. Marcelo, que , muito solícito, pediu que eu mostrasse o que estava errado e eu prontamente expliquei:
a bandeira do Brasil tem lugar de destaque que é no centro das outras, estando em número impar;
ao seu lado direito deve ficar a segunda bandeira mais importante das que alí estiverem, o que no caso é a bandeira do estado do Rio de Janeiro;
a terceira bandeira em importância, no caso da foto, a do município deve ficar do lado esquerdo.
Deve ser salientado que a definição de lado direito e esquerdo precisa ser definido sob o ponto de vista de uma pessoa de frente para o público: no caso de um palco, de frente para a plateia e no caso de uma instituição, de frente para a rua.
O jovem funcionário disse que ao final do expediente mandaria fazer a troca para que ficasse certo e pudemos nos certificar que o mesmo aconteceu, conforme podemos ver na foto a seguir:

 Muito bom.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Castigo imediato

O sujeito tentou se dar bem, mas se deu muito mal.
O vídeo mostra o exato instante em que um malandro rouba o celular de uma pessoa e tem um castigo imediato.
Vejam:
lhttp://tvig.ig.com.br/variedades/videos-da-internet/ladrao-se-da-mal-e-e-atropelado-apos-roubar-celular-519a700cff87c05f200000ab.html

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Linhas Tortas

Pode até não parecer, mas eu gosto demais das músicas do Gabriel O Pensador.
Letras fortes, críticas, profundas, sinceras e provocantes.
Acabei de ouvir (não conhecia) Linhas Tortas e não me contive em querer dividir com quem já conheçe ou quem ainda não teve a oportunidade de ouvir.
E me veio a ideia de postar coisas do tipo em opotunidades futuras. 
video

Linhas Tortas

Gabriel O Pensador

Alguns às vezes me tiram o sono, mas não me tiram o sonho
Por isso eu amo e declamo, por isso eu canto e componho
Não sou o dono do mundo, mas sou um filho do dono
Do verdadeiro Patrão, do verdadeiro Patrono
- E aí, Gabriel, desistiu do cachê?
- Cancelei um trabalho aí pra não me aborrecer.
- Explica melhor, o que foi que você fez?
- Tá, tudo bem, eu explico pra vocês:
Tudo começou na aula de português
Eu tinha uns cinco anos, ou talvez uns seis
Comecei a escrever, aprendi a ortografia
Depois as redações, para a nossa alegria
Professora dava tema-livre, eu demorava
Pra escolher um tema, mas depois eu viajava
E nessas viagens os personagens surgiam
Pensavam, sentiam, choravam, sorriam
Aí a minha tia-avó, veja só você
Me deu de aniversário uma máquina de escrever
Eu me senti um baita jornalista, tchê
Que nem a minha mãe, que trabalhava na TV
Depois, já aos quinze, mas com muita timidez
Fiquei muito sem graça com o que a professora fez
Ela pegou meu texto e leu pra turma inteira ouvir
Até fiquei feliz mas com vontade de fugir
Então eu descobri que já nasci com esse problema
Eu gosto de escrever, eu gosto de escrever, crer, ver
Ver, crer, eu gosto de escrever e escrevo até até poema
REFRÃO
Meu Pai, eu confesso, eu faço prosa e verso
Na feira eu vendo livro, no show eu vendo ingresso
Na loja eu vendo disco, já vendi mais de um milhão
Se isso for um crime, quero ir logo pra prisão
- Ih, pensador, isso é grave, hein!
É, vovó dizia que eu já escrevia bem
Tentei me controlar, me ocupar com um esporte
Surf, futebol, mas não era o meu forte
Um dia eu fiz uns raps e achei que tava bom
Me batizei de Pensador e quis fazer um som
Ficar famoso e rico nunca foi minha meta
Minha mãe já era isso, eu só queria ser poeta
Meu pai, um homem sério, um gaúcho de POA
Formado em medicina, não podia acreditar
Ao ver o seu garoto Gabriel
Com um fone nos ouvidos viajando com a caneta no papel
- O que você tá fazendo? Vai dormir, moleque!
- Ah, pai, peraí, eu só tô fazendo um rap!
Ninguém sabia bem o que era, mas eu tava viciado naquilo
E viciei uma galera!
REFRÃO
Não tô vendendo crack, não tô vendendo pó
Não tô vendendo fumo, não tô vendendo cola
Mas muitos me disseram que o que eu faço é viciante
E vicia os estudantes quando eu entro nas escolas
Até os professores às vezes se contaminam
Copiam minhas letras e textos e disseminam
Sementes do que eu faço, já não sei se é bom ou mau
Mas sei que muito aluno começa a fazer igual
Escrevendo poemas, escrevendo redações
Fazendo até uns raps e umas apresentações
Me lembro dos meus filhos e a saudade é cruel
Solidão me acompanha de hotel em hotel
Casamento acabou, eu perdi na estrada
O amor que ainda tenho é o amor da palavra
É falar e cantar, despertar consciências
Dediquei a vida a isso e a maior recompensa
É servir de referência pra quem pensa parecido
Pra quem tenta se expressar e nunca é ouvido
É olhar pra minha frente e enxergar um mar de gente
E mergulhar no fundo dos seus corações e mentes
É esse o meu mergulho, não é o do Tio Patinhas
É esse o meu orgulho, escrever as minhas linhas
Escrevo em linhas tortas, inspirado por alguém
Que me deu uma missão que eu tento cumprir bem
Escuto os corações, como um cardiologista
Traduzo o que eles dizem como faz qualquer artista
Que ganha o seu cachê, que é fruto do trabalho
De cigarra e de formiga, e eu não sei o quanto eu valho
Mas sei que quando eu ganho, divido e multiplico
E quanto mais eu vou dividindo, mais fico rico
Rico da riqueza verdadeira que é de graça
Como um só sorriso que ilumina toda a praça
Sorriso emocionado de um senhor experiente
Em pé há duas horas debaixo do sol quente
Ouvindo os meus poemas em total sintonia
Eu sou ele amanhã, e hoje é só poesia.
REFRÃO

Faltou combinar?

Do facebook de Fatima Ziegler Etiqueta Boas Maneiras
A ex-BBB Maira Cardi casou-se no campo em Cuiabá - MT em uma Cerimônia surpresa. Vejam que contraste nas colocações dos trajes dos noivos. Ela estava clássica demais para um casamento no campo e ele despojado demais perante a noiva. É falta de comunicação ou falta de informação? É estilo ou informalidade?
 fonte: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151376245162484&set=pcb.10151376245242484&type=1&theater

O Porto perto

O mega super hiper giga empreendimento do porto do Açu continua demitindo.
Será que vai sobrar alguém?
O que está acontecendo?
O Porto do Açu está perto de quê?

quinta-feira, 16 de maio de 2013

O que está proibido?

Meu time de coração não está muito bem. Aliás não está nada bem.
Dívidas, má administração, falta de um bom time etc.
Mas continua sendo o MEU Vascão.
No entanto, crítico que sou, não consigo deixar de reparar e trazer para o espaço, um erro numa placa:
O que está proibido? 

Proibido entrar; proibido o acesso; proibido passar, proibido seguir, proibido o ingresso etc.
Se o que está proibido é {A}, então o correto é:   está   proibida   a   entrada.
Não sei se é mais um erro da diretoria ou somente de quem escreveu, mas que está errado, está.

Obs.: a placa se refere ao parque aquático que está interditado - fonte: http://esporte.uol.com.br/rio-2016/ultimas-noticias/2013/05/15/vasco-abandona-parque-aquatico-acumula-lixo-e-quer-reforma-para-rio-2016.htm

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Lembrancinhas perfumadas surpreendem e agradam convidados do casamento

Embora não muito ligado no cerimonial de casamentos, achei bem interessante e resolvi trazer para cá:

Lembrancinhas perfumadasurpreendem e agradam convidados do casamento


Catarina Arimatéia
Do UOL, em São Paulo
O mercado matrimonial oferece muitos tipos de lembrancinhas para presentear os convidados de acordo com a personalidade da festa. Mas, atualmente, os itens que são perfumados ganharam de vez o gosto dos noivos detalhistas. As opções vão de aromatizadores, sabonetinhos, sachês até frascos de água perfumada, borrifadores e óleos bem cheirosos.
Para Gabriela Centenaro, proprietária da empresa Floco Doce, os mimos perfumados conquistam os convidados porque são presentes úteis. "Eles costumam deixar de lado as lembrancinhas que são apenas bonitas e dão mais valor para o que pode ser útil. Além disso, uma lembrancinha perfumada simples sai mais em conta para os noivos do que outros brindes muito elaborados", garante.

"A procura atualmente é por algo que não fique guardado e esquecido dentro de uma gaveta", diz Regina Mitie, da Oito a Oitenta Ideias Criativas. Para Regina, os aromatizadores encabeçam a lista de itens perfumados mais pedidos para oferecer no casamento, mas há ainda sabonetes líquidos, hidratantes e águas de cheiro como opção para presentear.
Priscila Pizzo, proprietária da Speciale per Voi, acredita que investir em objetos pessoais e para decoração é uma ótima opção para acertar no presente. "A maioria dos convidados acabam aproveitando a lembrança perfumada. É um presente que não falha", afirma.
O perfume também pode marcar presença em diversos momentos da cerimônia com a ajuda de borrifadores para perfumar a festa ou aromatizadores de locais específicos, como fragrâncias para a área dos banheiros.
Uma ideia é apostar em um cheirinho bom para a festa e oferecer como lembrança um frasco com o mesmo perfume para borrifar em casa. "Os convidados vão para a festa e sentem o cheiro. Depois, vão para a casa e levam a lembrança. O aroma, por estar presente nesse momento tão especial, torna-se um dos principais fatores de lembrança do evento", explica Gabriela Centenaro, proprietária da empresa Floco Doce.
Personalização
As lembrancinhas perfumadas, muitas vezes, podem ser personalizadas. O toque pessoal dos noivos na lembrança é importante para fazer os convidados se sentirem ainda mais queridos. É possível escolher rótulos, caixinhas e saquinhos diferenciados. Há ainda a possibilidade de montar kits aromáticos somente para os padrinhos ou para todos os convidados.
A casa de fragrâncias Mon Absolu, por exemplo, pode ser contratada para desenvolver toda a identidade olfativa das cerimônias, incluindo o perfume especial da noiva. "Tudo o que nós fazemos é exclusivo e confidencial. Nem os convidados têm acesso às informações", diz Bruno Menezes, sócio-diretor. A empresa não trabalha com fórmula pronta, os produtos são sempre personalizados de acordo com o pedido dos noivos.
Inspire-se
Para surpreender, os noivos podem deixar no carro dos convidados um sachê perfumado. "A lembrancinha é bem-vinda porque serve para deixar o carro cheiroso logo na saída da festa", diz Priscila Pizzo, proprietária da Speciale per Voi.
Outra opção bem diferente é o sachê em formato de biscoito chinês. "Os convidados puxam uma cordinha e dentro está a mensagem dos noivos junto com seus nomes e o dia do casamento", explica Priscila. O mimo custa a partir de R$ 9,50. Os sachês para veículo, a partir de R$ 12.


Veja também:
Ritual das areias em http://flaviabellini.com.br/