quarta-feira, 10 de outubro de 2012

De volta com revolta

Olá amigos.
Depois de bastante tempo e de um longo tratamento, estou de volta, recuperado e já tendo superado as etapas e quase todas as reações advindas do tratamento.
Tenho pensado nesses últimos dias em retomar as postagens, mas faltava um quê de motivação; ontem vi a gota d'água que me revoltou e me motivou a estar aqui novamente escrevendo: o voto do ministro do STF Dias Toffoli.
Minha revolta com o dito senhor se reflete na área jurídica que tanto gosto e adoro estudar.
O referido ministro, segundo a Wikipédia:
De 1995 até 2000 foi assessor parlamentar da Liderança do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara dos Deputados. Foi advogado do PT nas campanhas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 1998, 2002 e 2006. Exerceu o cargo de subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil de 2003 a 2005 durante a gestão de José Dirceu. Foi exonerado pela ministra Dilma Roussef a pedido.
Veja postagem acerca do ministro do blog Vindos dos Pampas aqui.

 É ministro do STF somente pela estreita ligação que tinha com o Partido dos Trabalhadores. Não fosse tal fato, provavelmente, jamais chegaria onde está.
Quando se iniciou o julgamento do mensalão, o que de correto deveria acontecer por parte do Dias Toffoli, era se dizer impedido pelas ligações que havia tido (ou ainda tinha) com os principais envolvidos. Não o fez,  mesmo diante dos comentários e suspeições levantadas.
No momento de votar sobre o seu superior imediato na época dos acontecimentos, teria por absoluta obrigação se dizer impedido e não participar da votação. Também não o fez.
E o pior: votou a favor do chefe da quadrilha, manchando, para o resto de sua vida, ao meu ver, seu nome e sua atuação, que todos esperavam fosse isenta. Pelo que ele representa e não por ele próprio.

E aí eu pergunto: como acreditar numa figura dessas? Como acreditar na instituição a qual pertence?
Como acreditar na justiça?

4 comentários:

  1. Bem vindo companheiro, grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Que bom te ver de volta!
    Não fique mais muito tempo sem aparecer por aki de novo hein!
    Lutar: sempre!
    Vencer: se possível!
    Desistir: nunca!
    Abs.

    ResponderExcluir
  3. Que Deus abençoe grandemente o seu retorno e ilumine os seus pensamentos. Forte abraço!

    ResponderExcluir